Criar o máximo valor possível para os acionistas sempre foi a pedra angular do capitalismo e de uma contabilidade Curitiba. Todas as teorias econômicas sempre foram destinadas a maximizar o valor dos acionistas a longo prazo. No entanto, no final dos anos 90 e início dos anos 2000, essa situação mudou rapidamente. Em vez de relatar anualmente, as empresas tiveram que reportar seus lucros ou perdas trimestralmente.

Acredita-se que esse relatório de um bom escritório de contabilidade forneça aos acionistas informações mais atualizadas e possibilite uma melhor tomada de decisão. No entanto, também houve efeitos colaterais nesse fenômeno dos relatórios trimestrais. O maior efeito colateral foi o início do que é coloquialmente chamado de “capitalismo trimestral”. Neste artigo, entenderemos o que significa capitalismo trimestral e quais são seus efeitos.

contabilidade curitiba, escritorio de contabilidade, contabilidade em curitiba

 

O Significado do Capitalismo Trimestral

O capitalismo trimestral refere-se a políticas criadas com um curto período de tempo em mente. O nome deriva do fato de a maioria dos executivos não querer tomar decisões que prejudicam a empresa no curto prazo, mas a beneficiam no longo prazo. Hillary Clinton certa vez mencionou em seu discurso que a maioria dos executivos acreditava que os mercados e grupos de acionistas ativistas os afetariam negativamente se eles seguissem políticas que priorizassem interesses de longo prazo em relação aos benefícios trimestrais! Isso deve enviar toques de alarme para qualquer investidor de valor que pense e compre a longo prazo.

Fatores que levaram à ascensão do capitalismo trimestral

Os resultados trimestrais têm sido um mero fator facilitador dessa tendência por uma contabilidade em Curitiba. Os seguintes fatores também tiveram um papel significativo.

Queda na posse do CEO: A posse média do CEO é que todas as principais empresas passaram de 8 para 4 anos. Se o CEO permanecer na empresa por um período mais curto, as políticas implementadas também serão de natureza míope. O sucesso e o fracasso de qualquer CEO são conhecidos pelos resultados trimestrais que eles produzem. Portanto, para manter intacta a ilusão de seu sucesso, os CEOs tendem a se concentrar muito mais em resultados de curto prazo do que de outra forma.

contabilidade curitiba, escritorio de contabilidade, contabilidade em curitiba

Pagamentos vinculados a resultados trimestrais: Os executivos da alta administração de qualquer empresa têm uma grande parcela de sua remuneração vinculada ao resultado trimestral. Atingir um resultado a curto prazo significa levar um golpe em sua compensação imediata. Melhores resultados podem se acumular a longo prazo. No entanto, a gerência pode ter mudado até então. Portanto, não faz sentido para os executivos elaborar e seguir com planos de longo prazo.

Efeitos da ascensão do capitalismo trimestral

A inovação é afetada: a inovação e a pesquisa são afetadas quando o foco é obter resultados de curto prazo. A maioria das pesquisas ocorre a longo prazo. Nos resultados trimestrais, a inovação pode parecer uma despesa desnecessária que precisa ser minimizada. No entanto, as empresas que gastam generosamente em inovação e garantem que o dinheiro seja bem gasto são os líderes empresariais de amanhã. Com o advento do capitalismo trimestral, a inovação foi terceirizada para startups ou empresas privadas no Vale do Silício. As grandes empresas não estão mais na vanguarda da revolução tecnológica.

Investimentos: Os investimentos de capital também precisam ser feitos com o longo prazo em mente. 10 a 15 anos é um prazo muito pequeno no que diz respeito a mega decisões, como a construção de uma fábrica ou uma planta. Essas decisões são de natureza semi-permanente. Portanto, se a obsessão trimestral influenciar essas decisões, a organização poderá não conseguir fazer o melhor uso possível de seus recursos.

contabilidade curitiba, escritorio de contabilidade, contabilidade em curitiba

Desvio de recursos: os relatórios trimestrais são uma tarefa administrativa gigantesca. Mesmo com o advento de todos os tipos de tecnologia, ainda há muito trabalho a ser feito. Recursos preciosos e escassos são desviados para tarefas regulatórias e administrativas. Os relatórios com menos frequência são simplesmente uma maneira mais eficiente de fazer negócios.

Maior volatilidade: os relatórios trimestrais começaram a causar maior volatilidade no sistema. As empresas divulgam orientações e metas a cada trimestre. Com base no cumprimento ou não dessas metas, o preço aumenta ou diminui. Isso pressiona imensamente a administração a usar todos os meios necessários para proteger suas ações da volatilidade do mercado. A cultura do capitalismo trimestral também foi responsabilizada por ser a facilitadora de muitos golpes nos mercados de ações, como a Enron e a WorldCom.

Uma solução alternativa: relatórios semestrais

Uma solução possível para esse problema é se as bolsas exigirem que as empresas declarem seus resultados semestralmente, e não trimestralmente. Isso ajudará as organizações a manter um foco um pouco mais longo e evitar algumas das armadilhas mencionadas neste artigo. No entanto, espera-se que a resposta seja variada. É improvável que empresas de tecnologia do Vale do Silício aceitem esse mandato, assim como outras empresas que estão no meio de uma corrida de touros.

contabilidade curitiba, escritorio de contabilidade, contabilidade em curitiba

Quando uma empresa está indo bem, precisa de todas as oportunidades para transmitir seu desempenho. Esses anúncios públicos têm um efeito positivo sobre a empresa a preço fixo e patrimônio líquido do promotor. Empresas maduras como empresas de serviços públicos provavelmente aceitarão esse mandato. Seus relatórios provavelmente serão semelhantes, independentemente de serem publicados trimestralmente ou anualmente.

Para resumir, o capitalismo trimestral iniciou uma cultura em que as empresas precisam ser míopes! A visão de longe e o pensamento estratégico são penalizados nessa cultura bizarra.

 

Referência